Dieta da Lua

A natureza nos fornece muitas opções de alimentos para emagrecer. E até mesmo as fases da lua podem ajudar na perda de peso. A Dieta da Lua é bastante antiga, mas eficiente para quem está acima do peso.

Você já deve saber que cortar o cabelo em determinada lua pode afetar seu crescimento. E a lógica dessa dieta é parecida. A ideia é aproveitar o ciclo lunar para determinar qual fase de emagrecimento é mais indicada no momento. Cada passagem de uma fase para outra afeta muito a quantidade de líquidos no corpo e, por isso, contribui para organizar a perda de peso.

Como Funciona a Dieta da Lua

Sempre que acontecer uma mudança de lua, é preciso fazer 24h de dieta líquida. Consulte o calendário para descobrir e se planejar. Confira o mais indicado para cada fase da lua:

  • Lua Nova: é hora de começar ou recomeçar. Quando estiver na lua nova, é hora de iniciar a dieta e sua perda de peso. Você pode seguir o cardápio de alguma outra dieta, mas deve respeitar o momento. Essa troca de ciclo e recomeço causa uma maior inspiração para conquistar resultados.

  • Lua Crescente: este é um momento em que todo mundo fica mais propenso a engordar, crescer. Por isso, é preciso dar aquela intensificada na dieta. Além das 24h consumindo apenas líquidos, pode ser interessante apostar numa dieta detox. Nesse período, é muito importante evitar os exageros.

  • Lua Cheia: é quando mais se acumula líquido! Durante esta lua, a dieta precisa ser acompanhada com muita água. Só assim será possível combater e se prevenir do inchaço. Quem quer emagrecer bastante pode aproveitar pra fazer uma dieta líquida por mais de 24 horas. Talvez dia sim, dia não.

  • Lua Minguante: os resultados aparecem mais rapidamente nessa etapa lunar. Temos menos água acumulada no organismo e a tendência é diminuir de tamanho. A vontade de comer doces e alimentos gordurosos será menor e, assim, mais fácil de combater.

Para encerrar, vale dizer que a Dieta da Lua é uma maneira de intensificar a perda de peso, mas não faz milagres. É interessante acompanhar as fases para saber o que funciona melhor, porém, é preciso também comer com equilíbrio. Além, é claro, de praticar atividade física regularmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *